Top

Cidade do Cabo

Com praias deslumbrantes, montanhas, vinhos, jantares e uma vida noturna ótima, foram as razões para tornar a Cidade do Cabo um destino fantástico para uma lua de mel. O casamento na África do Sul é legalizado desde 2006 e a cidade possui uma grande comunidade LGBT, tornando assim um destino ideal para casais homossexuais.

Um dos maiores símbolos de Cape Town é a Table Mountain, nome muito apropriado para a montanha em formato de mesa, com mais de 300 metros de altura. Subir ao topo dela depende, necessariamente, das condições do tempo. Se o céu está nublado, fica impossível. Para se chegar ao alto da montanha, pode-se escolher entre ir a pé pela trilha ou pegar um bondinho. Do mirante, tem-se uma vista inesquecível de toda a cidade. Outros montes e colinas, como Signal Hill e Twelve Apostles, oferecem atividades ao ar livre. É o caso da Lion’s Head, que fica entre Sea Point e a baía de Clifton, e é procurada por praticantes de paraglide, vôo em um aeroplano com asas semelhantes a um pára-quedas. Se você não pratica, experimente ir ao La Med, restaurante que fica no Glen Country Club, com vista para o campo de pouso e que, de quebra, oferece pizzas incríveis.

A noite chega e o circuito gay de Cape Town está de prontidão. O antigo Red Light District, zona do baixo meretrício, hoje é o De Waterkant Village, uma alegre, animada e colorida Boystown que concentra restaurantes, bares, lojinhas e até uma lavanderia LGBT.

O Café Manhattan atrai a ala gay mais conservadora e tem uma filial em Sea Point. O Bronx Action Bar é o mais tradicional do país e tem como atração seus lindos bartenders. E entre o De Waterkant e o Green Point, no Junction Café, acontece a Lush, animadíssima festa de meninas.

A área do De Waterkant fica pertíssimo de outro pedaço da cidade, o Green Point, que, por ter o mesmo grau de agito, chega a ser difícil distinguir em qual dos dois você está. Em Green Point, dê início à noite no bar Cubana, que bomba de terça a sábado, até por volta da meia-noite. Depois estique na Cruz, a boate mais fervida de Cape Town.

No dia seguinte, você ainda pode experimentar o Glasshouse, um salão de beleza para meninos, e, se gostar de saunas, vá à Hothouse. Para as meninas, o lugar é o Beulah Bar & Lounge, que abre também de terça a sábado.

Enfim, Cape Town é um símbolo onde a diversidade e a natureza predominam. Um paraíso raro em nossos tempos.

 

As principais dicas para conhecer Cape Town

Informações úteis

• Possui cerca de 3,2 milhões de habitantes.

• Está entre as seis cidades mais bonitas do planeta, segundo o Guiness Book.

• A língua local é o africâner, dialeto africano, mas fala-se muito o inglês. O português chega a ser falado pela imigração vinda de Angola, Cabo Verde e Moçambique.

• De dezembro a março, a temperatura fica entre 15ºC e 35ºC. No inverno, entre 0ºC e 20ºC. Se tiver coragem para um mergulho, prepare-se: para os brasileiros, a temperatura das águas é insuportável de tão gelada.

• O visto é tirado na hora da imigração e tem validade por três meses. É necessário tomar a vacina da febre amarela.

• A moeda é o rand. Na média, um real vale 3 rands.

Fotos: Divulgação

Outras atrações

A Rota do vinho, com várias opções de visitação, é uma das mais procuradas, ao lado da Rota Jardim, que passa pelos distritos produtores de flores. E, embora seja no outro extremo do país, na província de Northern Cape, os safáris no Kruger Park são o sonho de quase todo mundo que vai à Cape Town. Além dos animais mais comuns, como girafas, zebras, antílopes e babuínos, os chamados “big five” – grupo dos cinco maiores mamíferos da savana: leões, leopardos, elefantes, rinocerontes e búfalos, podem estar na sua frente. Nas redondezas do Kruger, reservas particulares com resorts luxuosíssimos são a maneira mais glamourosa de se conhecer a África. Assim, você pode bancar o Tarzan sem deixar de ser fino.

Se você encontrar algum erro de digitação ou de conteúdo, selecione o texto e pressione Shift + Enter ou clique aqui para nos avisar. Agradecemos sua participação. Muito obrigado desde já.

Post a Comment